Concurso do IFRN está sob investigação da Polícia Federal


Os aprovados no concurso público para o cargo de assistente de alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) correm o risco de não assumirem seus postos. Isto porque o certame, realizado no dia 20 de junho deste ano, está sob investigação da Polícia Federal.

O inquérito foi aberto para apurar denúncias de fraude, que apontam “coincidências” entre os 10 primeiros colocados, dos 36 aprovados no processo seletivo. Segundo constatações obtidas por meio de sindicância interna do IFRN, cinco dos 10 primeiros colocados são de um mesmo município, Apodi, na região Oeste do estado. Destes, três são da mesma família, e apresentaram gabaritos idênticos.